História da Escola Mãe Admirável

Meninas sem Escola Cristã preocupa Arcebispo

A Escola Mãe Admirável foi fundada quando o Arcebispo da Catedral Mãe de Deus, Dom Vicente Scherer, preocupado com a situação em que viviam as meninas do bairro, localizado na Cidade Baixa, em Porto Alegre/RS, solicitou ao Padre Urbano Algayer, hoje Bispo Emérito de Passo Fundo e na ocasião o responsável pela Paróquia Santo Antônio do Pão do Pobres, a vinda das Filhas do Amor Divino da Província Nossa Senhora de Anunciação, que tinham como Provincial Madre Cantalicia Schendzielorz.

Importância do motivo inicial


A grande motivação para a abertura da escola foi acolher as meninas do bairro, uma vez que, na Comunidade dos Irmãos Lassalistas, havia espaço somente para meninos órfãos.

O começo

Por ocasião da chegada, a Congregação recebeu da Mitra Diocesana o espaço do prédio, hoje nº 107, localizado à Praça Cônego Marcelino. O Pároco Urbano Algayer forneceu, também, a cunho de empréstimo, o valor necessário para que a Congregação se estabelecesse. Com a realização de eventos religiosos e sociais, a dívida foi, a seu tempo, saldada. O prédio foi transformado em Escola e moradia, sendo, mais tarde, adquirida pela Sociedade Assistencial e Educativa Mãe Admirável (SAEMA).

Uma história com data marcada

A fundação da instituição é datada em 20 de Maio de 1956. A primeira diretora foi a Irmã Inês Becker que, assessorada pelas Irmãs Agostinha Lyra, Míriam Heck, Hilária Kieling e Maria Torchetto, deu início às atividades de ensino para 121 alunos, sob regime de semi-internato.

Primeiras transformações
No ano de 1962, a instituição passou a chamar-se Ginásio Mãe Admirável (GIMA). Foi quando abriu suas portas para as primeiras 45 ginasianas. Alguns anos mais tarde, a Escola tornou-se mista, admitindo meninos para cursar Jardim de Infância, Primário e Ginasial.
Conforme Portaria nº 04921 da SEC (Secretaria de Educação e Cultura), de 10 de Abril de 1978, o estabelecimento passou a se chamar Escola de 1º Grau Mãe Admirável. Desde sua fundação até os dias atuais, a instituição procede conforme filosofia própria, tendo princípios norteadores que visam orientar atividades de Evangelização, pois, enquanto Escola Confessional, devota especial atenção às questões pessoais, religiosas e sociais.

Acompanhando o processo
Pela Portaria 1336 do Conselho Estadual de Educação (CEE), de 26 de novembro de 1996, foi aprovada a implementação do então 2º Grau, hoje Ensino Médio. A partir da referida data, a Escola passou a chamar-se Escola de 1º e 2º Graus Mãe Admirável.

Fidelidade ao carisma da fundadora
Hoje, além da missão da escola, a atuação das Irmãs junto à paróquia segue ativa, com colaboração nas diversas pastorais. Também são realizados eventos de cunho social, junto a instituições. Há ainda a Orientação Educacional, realizada em Escolas Públicas, o que amplia as possibilidades de difusão dos conceitos de humanidade e espiritualidade, marcas das Filhas do Amor Divino.
Nos dias atuais, a escola permanece com sua filosofia inicial, na qual se prioriza a formação contínua, humana e cristã, tendo em vista “Educar na Fraternidade”. Segue com a proposta de realizar um trabalho junto à comunidade no qual a educação conduza a uma visão crítica do mundo, da sociedade, da pessoa humana e da história, incentivando em cada um o exercício da cidadania.A marca-força do Amor Divino, presente na atuação, está na importância conferida à educação humana e cristã de seus alunos, bem como o envolvimento de suas famílias no cultivo de valores perenes.
Ao total, 125 Irmãs já estiveram envolvidas com a comunidade Mãe Admirável, deixando marcas do Amor Divino através de sua doação e dedicação incondicionais à causa da Escola.
É importante salientar que a equipe escolar tem como missão animar, desafiar e impulsionar a caminhada da educação em seu processo de Refundação. Essas metas ficam evidentes à luz do Objetivo Geral e dos Objetivos Específicos que norteiam a ação institucional.

Em síntese, temos por Objetivo Geral educar de acordo com a Filosofia da Escola e os Princípios Educacionais de Me. Francisca, impulsionando o ânimo, o desafio e a viabilidade de novas iniciativas, num contexto amplo de educação.

Os Objetivos Específicos abarcam o cultivo à espiritualidade e à mística como experiências unificadoras de Vida, sustentadas pela ação do Espírito de Jesus Cristo e tendo em vista o fortalecimento das relações interpessoais e do testemunho comprometido e solidário. Também se objetiva aprofundar as relações interpessoais e éticas, qualificando espaços de convívio, lazer, estudo, pesquisa e partilha, a fim de tornar visível a vivência do amor. Por fim, como Escola Confessional, busca-se resgatar o ardor profético-missionário de Madre Francisca, suscitando atitudes e despertando iniciativas solidárias, que contemplem a diversidade social, os oprimidos e a mulher, a fim de resgatar a intuição fundacional, atualizando o carisma, qualificando o ensino e adequando-se às necessidades atuais de competência e espiritualidade.